18 novembro 2005

 

20 de NOVEMBRO - CRISTO REI (Encerramento do ano Litúrgico)

EVANGELHO DOMINICAL 24 - XXXIV Semana do Tempo Comum - Encerramento do ano litúrgico. (Mt. 25, 31-46) - ANO A
"Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: ?Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso. Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separa uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. E colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. Então o rei dirá aos que estiverem à sua direita: ?Vinde benditos de meu Pai! Recebei como herança o reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! Pois eu tive fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar?. Então os justos lhe perguntarão: ?Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar? Então o rei lhes responderá: ?Em verdade eu vos digo, que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!? Depois o rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: ?Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não me fostes visitar?. E responderão também eles: ?Senhor quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou nu, doente ou preso, e não te servimos?? Então o rei lhes responderá: ?Em verdade eu vos digo, todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes!? Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna?.
?EM VERDADE EU VOS DIGO, QUE TODAS AS VEZES QUE FIZESTES ISSO A UM DOS MENORES DE MEUS IRMÃOS, FOI A MIM QUE O FIZESTES!"
Desde crianças lemos algo sobre os reis e suas histórias fantásticas. Reis que eram bons e maus. Os que se interessavam pelo bem comum e os que eram indiferentes. Desinteressados, desligados das necessidades do povo. Qual é a finalidade da verdadeira monarquia? O rei é ungido para defender o povo pa ra estar ao lado dos mais fracos. Deve fazer o possível para que todos se sintam bem. A celebração deste domingo recorda Jesus Cristo, Rei do universo. Se Ele reinasse em nossas famílias e em nossa vida, automaticamente teríamos um mundo bem melhor. A passagem deste evangelho, em uma primeira instância parece ser um pouco dura demais. Talvez até o ponto de não percebermos a misericórdia de Deus que sempre se manifesta em todas as outras passagens. O fato é que Deus nos quer solidários naquilo que recebemos d?Ele. Somos obrigados a partilhar o que temos com os mais necessitados. A caridade é essencial para os que querem se salvar. Não poderão participar do Reino os que se fecharem em seu próprio egoísmo. O que deve caracterizar a vida do cristão: ver no necessitado a figura do Senhor que está presente no sofrimento de todas as suas criaturas. O ?quando foi? é repetido várias vezes para que entre em nosso coração a realidade da presença de Jesus na vida dos necessitados. A concretização do Reino de Deus, que sempre foi um grande desafio desde o Antigo Testamento, só irá acontecer a partir da solidariedade. Somos obrigados a promover a vida de todos. Os necessitados são os que sofrem no sentido material e espiritual. Talvez os materialistas, que se fecham em seu próprio mundo, pensando erradamente serem os autores de sua felicidade, sejam bem mais pobres do que os que sofrem a fome e a miséria como conseqüência da falta de distribuição dos bens de forma mais justa e igualitária. Estaremos preparados para receber o Senhor, quando gastarmos bem a nossa existência na concretização dos valores da mensagem de Jesus. O mundo individualista destrói a si mesmo com suas empresas que arrastam a humanidade a sua própria condenação. O ser humano é muito mais que simples relações comerciais. Somos criados como imagem de Deus. Somos amados concretamente por Ele. Por isto surge a exigência da partilha, do respeito com os semelhantes que passam pelo mesmo processo de amor da parte de Deus. A solidariedade é conseqüência do amor que sentimos em nossos corações. Devemos nos empenhar em construir um mundo de fraternidade e justiça onde todos possam ser felizes. Todos somos responsáveis pela manutenção do bem dentro da sociedade. ?Senhor Jesus venha reinar em nossas vidas para sermos instrumentos de transformação do mundo?. FREI GIRIBONE (Ordem dos Carmelitas Descalços)
freigiribone@vetorial.net

Comments: Postar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?