18 dezembro 2005

 

Noticias

BENTO XVI PEDE RECOLHIMENTO INTERIOR , NUM MUNDO "MUITO BARULHENTO" QUE IMPEDE QUE SE OUÇA A VOZ DE DEUS
Cidade do Vaticano, 18 dez (RV) - Bento XVI pediu hoje, aos fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro, sob a janela de seus aposentos, que valorizem o silêncio e cultivem o "recolhimento interior", num mundo "freqüentemente muito barulhento", que nos impede de ouvir a voz de Deus. A exortação do Papa foi feita na reflexão que antecedeu a oração mariana do Angelus dominical. O Pontífice referiu-se à figura de São José, como modelo de homem justo, que "acolheu o filho de Deus feito homem e velou por seu crescimento humano". O Santo Padre recordou que o falecido João Paulo II dedicou uma meditação a São José, em sua exortação apostólica "Redemptoris Custos" (Guardião do Redentor), de 15 de agosto de 1989, na qual enfatizou "o silêncio de São José", que "não reflete um vazio interior, mas ao contrário, a plenitude da fé". "Deixemo-nos contagiar pelo silêncio de São José! Temos muita necessidade desse silêncio _ ponderou o Papa _ num mundo freqüentemente muito barulhento, que não favorece o recolhimento nem nos deixa escutar a voz de Deus. Neste tempo de preparação ao Natal _ pediu Bento XVI _ cultivemos o recolhimento interior, para acolher e conservar Jesus em nossas vidas." Após a oração mariana do Angelus, o Santo Padre cumprimentou os fiéis em diferentes idiomas, e fez votos de que a proximidade do Natal ajude a renovar nosso compromisso cristão e a manter viva nossa esperança.
Na parte da manhã, o Papa fizera _ retomando uma tradição firmada por João Paulo II _ sua primeira visita como Bispo de Roma, a uma das paróquias de sua Diocese: a paróquia romana de Santa Maria da Consolação, onde celebrara a santa missa.Recordamos que, durante seus quase 27 anos de pontificado, João Paulo II visitou mais de 300 paróquias romanas, até que em 2002, por causa de seu delicado estado de saúde, decidiu-se que os paroquianos passariam a ir visitá-lo no Vaticano.Bento XVI foi titular dessa paróquia, de 1977 a 1993, quando ainda era cardeal. Em sua homilia, Bento XVI exortou os católicos romanos a não tornar o Natal uma data comercial, dizendo que a alegria, e não objetos caros, é o verdadeiro presente desta época. Foi a segunda vez, nos últimos dias, que ele advertiu contra o crescente materialismo no Natal. No início deste mês, ele disse que a "poluição" comercial está arruinando o espírito do Natal. (AF)

Comments: Postar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?