03 dezembro 2005

 

O relativismo está ganhando espaço em alguns setores da teologia católica

Segundo afirma a teóloga Llaria Morali em um congresso internacional sobre mística
ANCONA, sexta-feira, 2 de dezembro de 2005 (ZENIT.org).-
«O relativismo está ganhando espaço em alguns setores da teologia católica», adverte a teóloga Iliaria Morali durante sua intervenção em um congresso sobre mística na localidade italiana de Ancona. Por este motivo, constata a professora de teologia da Universidade Pontifícia Gregoriana, o relativismo --segundo o qual todas as religiões são válidas e se equiparam-- está-se convertendo no «problema central para a fé de nossa época, como diz Joseph Ratzinger». A teóloga leiga fez estas afirmações durante a abertura do congresso «Experiência mística cristã, místicas não-cristãs e nova religiosidade no Ocidente», que se celebra até o sábado na Universidade Politécnica das Marcas, organizado pelo Centro de Estudos Oriente-Ocidente. Para Llaria Morali, especialista em Teologia dogmática, existe a tendência a «professar uma idéia de realidade divina e de relação entre o homem e Deus totalmente incompatível com a fé, até o ponto de que rejeita que a Revelação cristã possa aspirar a ter um caráter único». «Desta maneira --sublinha--, exclui-se que tenha um valor universal a relação pessoal entre Deus e o homem, testemunhada pela Revelação cristã». Segundo a teóloga, «a doutrina da amizade com Deus pela graça é o fundamento da mística cristã» e, neste sentido, tem um caráter único. Por este motivo, Morali sugeriu «não se deixar subjugar pelo Deus impessoal adorado pelos relativistas para voltar a encontrar o Deus de Jesus Cristo, o rosto pessoal e amigo da salvação».

Comments:
Com o relativismo devemos ter cuidado. O ainda Cardeal Joseph Ratzinger já nos advertia. O Deus impessoal que prega o relativismo vai totalmente contra o Deus de Jesus Cristo. Creio que toda a caminhada de fé resume-se em buscar a santidade, em outras palavras, buscar a amizade de Deus, esse Deus pessoal que vive e se manifesta na nossa vida. Aos católicos cabe combater essas idéias com muita oração e testemunho de que vale apena viver -e até morrer- por esta causa. O mal é relativo, o bem é absoluto. Se prestarmos bem atenção na história de Adão e Eva, no gênese, iremos perceber como a serpente convence Eva de aceitar suas sugestões.
 
Postar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?